Caçador

Polícia Militar flagra mais uma escolta armada irregular

Três revólveres calibre 38 e uma espingarda calibre 12 foram apreendidos

Mais uma escolta armada atuando de forma irregular foi flagrada pela Polícia Militar de Caçador, na tarde desta sexta-feira, 23. Três revólveres calibre 38 e uma espingarda calibre 12 foram apreendidos.

A abordagem do veículo VW Novo Voyage ocorreu na avenida Fahdo Thomé, próximo ao mercado Brustolin. O carro, com placas de Concórdia, estava identificado com o nome de uma empresa de segurança.

Três homens estavam no veículo e foram detidos. Segundo a polícia, nenhum deles possui porte de arma de fogo, e apenas um apresentou identificação de vigilante em conformidade com as normas da Polícia Federal.

Além disso, a espingarda e um dos revólveres estavam com o registro vencido. Outras irregularidades também foram constatadas, segundo a PM.

As armas foram apreendidas e os suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Caçador. Um boletim de ocorrência foi registrado, e o caso foi entregue ao delegado de plantão.

Entenda

A escolta armada deve ser exercida obrigatoriamente por alguma empresa autorizada previamente pela Polícia Federal. Para atuar no segmento, as empresas precisam apresentar uma série de documentos e cumprir vários requisitos para obter a autorização.

Leia mais

PM flagra escolta armada atuando ilegalmente


 



Comentários (6)

patrick almeida

25/02/2018 01:16

Jonas...vc não entende...nem dê palpite,, estude.

Eu

24/02/2018 14:38

Só uma pergunta para contra bando do Paraguai presiza de escolta armada

Observador

24/02/2018 12:10

Parabéns a Polícia Militar de Caçador. Fazendo a diferença aqui no Velho Oeste!!

para jonas

24/02/2018 10:49

pelo visto voce nao sabe nada mesmo da funçao pois tem muitos e muitos por ai como proficionais por conta do registro de vigilante e sao verdadeiros riscos pra sociedade por cinta da falta de capacidade paga faz o curso e sai por aí feliz fui aprovado e tem gente que paga e muito bem por isto tanto é que empresarios do ramo estao ricos entendeu agora .

Anônimo

23/02/2018 21:11

Isso tudo é parte da terceirização de serviços .

Jonas Freitas

23/02/2018 19:20

Nada contra os profissionais na área de segurança privada....mas o fato é que tem sim, que trabalhar de maneira regularizada e correta caso contrário é somente mais um bando armado...

Deixe seu comentário