0,0 mm
16,7°C
 
Tragédia
Mais de 25 mortes confirmadas em acidente no Oeste
Tragédia ocorreu na noite de ontem na BR 282, em Descanso (SC)
Comentários da matéria Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
ClicRBS  |  10/10/2007 01:21

Vinte e duas vítimas do acidente em Santa Catarina já foram identificadas pelo Instituto Médico Legal (IML) de São Miguel do Oeste e pelo IML de Chapecó. A tragédia ocorreu na BR-282, em Descanso, oeste catarinense. Duas colisões em seqüência provocaram pelo menos 27 mortes, incluindo populares que haviam parado para ajudar no resgate. Hospitais da região receberam 87 feridos. Mais cinco vítimas ainda não foram identificadas.


Foto: Raquel Heidrich, Agência RBS

O primeiro acidente ocorreu por volta das 19h, nas proximidades de Descanso. Um ônibus da empresa BRTur que transportava 45 pessoas se chocou com uma carreta na BR-282.

O coletivo viajava de Chapecó para São José do Cedro, município localizado entre São Miguel do Oeste e Dionísio Cerqueira.

Com a colisão, os dois veículos caíram em uma ribanceira e pegaram fogo, segundo Cléber Castagna, produtor da Rádio Peperi de São Miguel do Oeste.

De acordo com a emissora Peperi, o motorista da carreta, com placas de Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, e que transportava soja, fazia ultrapassagem em uma curva e atingiu o ônibus de frente.

Os passageiros do ônibus haviam participado de um show na Exposição Feira Agropecuária, Comercial e Industrial (Efapi), em Chapecó. Entre os mortos no acidente, pelo menos seis estavam no coletivo da WR Turismo, de São José do Cedro. Uma outra vítima foi o motorista da carreta.

Foto: Jorge Hajdasz, Especial (ClicRBS)


Fotógrafo capturou o momento em que o terceiro caminhão
se aproxima, antes de atingir equipes de resgate

Cerca de duas horas após o primeiro acidente, outra carreta, conduzida por Rosinei Ferrari, acabou atingindo os veículos parados na rodovia, inclusive as equipes de resgate. Evandro Luiz Troian, cinegrafista da RBS TV que estava no local, está entre as vítimas.

Seqüência de acidentes que deixou 87 feridos e pelo menos 27 mortos na BR-282, no oeste catarinense, na noite de terça-feira:

19h

1 - Em uma tentativa de ultrapassagem, o caminhão bitrem (com dois semi-reboques) Volvo de placas IDC 2956, de Frederico Westphalen, que viajava de São Miguel do Oeste em direção a Maravilha, raspou na lateral do caminhão Scania T114 de placas INJ 2079, de Porto Xavier, que trafegava no mesmo sentido.

2 - O motorista do bitrem perdeu o controle da direção. Seu caminhão derrapou na pista, ficando em formato de L (um de seus eixos girou 90º), e colidiu contra o ônibus VW 16210 de placas IHA 1433, de São José do Cedro (SC), que viajava no sentido contrário.

3 - Ônibus e bitrem saíram da pista e capotaram numa ribanceira com mais de 20 metros de altura. No ônibus, viajavam 45 agricultores filiados à Cooperativa Coperalfa de São José do Cedro, que retornavam da Efapi, uma exposição-feira realizada na cidade catarinense de Chapecó.

4 - Policiais rodoviários federais de Maravilha foram atender o acidente, auxiliados pelo Corpo de Bombeiros de Maravilha e de São Miguel do Oeste. O local foi isolado e sinalizado, e o trânsito ficou interrompido nas duas pistas enquanto as vítimas eram socorridas.

21h

5 - O caminhão Mercedes Benz de placas AHQ 5000, de Cascavel (PR), dirigido por Rosinei Ferrari e carregado com pacotes de açúcar, avançou pela contramão por cerca de sete quilômetros, no sentido São Miguel do Oeste—Maravilha. Ultrapassou veículos presos no congestionamento que havia se formado e ignorou cones e viaturas.

Pouco antes da curva onde havia ocorrido o primeiro acidente, bateu de raspão em dois caminhões que aguardavam a liberação da pista. Já na curva, atingiu, na ordem, uma ambulância da Samu (que permaneceu na pista), um caminhão dos bombeiros (que caiu na ribanceira), outro caminhão dos bombeiros (que também caiu na ribanceira, sobre o ônibus envolvido no primeiro acidente) e um caminhão guincho (que caiu ao lado do ônibus).

Na seqüência, atingiu um terceiro carro dos bombeiros, que foi arrastado para a pista da direita. Neste momento, a cabine e a carroceria do caminhão dirigido por Ferreira separaram-se. A carroceria seguiu derrapando pela pista da direita e ainda colidiu contra uma viatura da Polícia Rodoviária Federal e outra da Brigada Militar, parando entre as duas. A cabine parou pouco antes, também sobre a pista.

6 - Pessoas que estavam no local auxiliando nos trabalhos de resgate, bombeiros, policiais militares e rodoviários, acidentados, jornalistas e até mesmo motoristas que aguardavam a liberação da pista para seguir viagem foram atropelados pelo caminhão dirigido por Ferrari.

SELO SOCIAL - 22/11/2014 00:19
Câmara certifica empresas caçadorenses
Cerimônia foi realizada na Câmara de Vereadores nesta sexta
UNIMED CAÇADOR - 21/11/2014 15:35
Amiga das Gestantes encerra mais uma edição
Santa Cecília - 21/11/2014 09:34
Policia Civil apreende máquina do jogo do bicho
Dois estabelecimentos foram fiscalizados após denúncias anônimas